fbpx
Elo Company expande seus negócios, consolida-se como estúdio de audiovisual e passa a se chamar ELO STUDIOS
  • 26
  • 09

Matéria publicada no ABC da Comunicação em 22 de setembro de 2022

Empresa se firma como produtora e distribuidora de grande impacto comercial, trabalha em nove produções próprias e prevê mais de quatorze grandes lançamentos para os próximos dois anos

Com novo posicionamento de mercado, a ELO COMPANY passa a se chamar ELO STUDIOS, consolidando sua proposta de entrega 360 (do desenvolvimento e produção, à distribuição), com um line up de produções e lançamentos para o grande público nos próximos três anos.

ELO STUDIOS conta com 20 produções autorais, incluindo roteiros originais, adaptações de podcast e livros, resultado de cinco anos de investimento no desenvolvimento e packaging de projetos focados na demanda do público.

Entre as produções, está a já confirmada série de animação “Lupi & Baduki” em coprodução com a Flamma e Birdo, que iniciou sua produção neste ano; “Caindo na Real”, com roteiro de Bia Crespo e direção de André Pellenz; “7 a 1”, uma coprodução com a Migdal Filmes, com direção de Pedro Amorim e roteiro de Marcelo Andrade; “Por que só as princesas se dão bem?”, primeiro livro infantil de Thalita Rebouças, que será adaptado para obra audiovisual com direção de Cris D’Amato, e “Avenida Beira-Mar”, com direção e roteiro de Maju de Paiva e Eduardo Florim, uma coprodução da ELO com Viralata.

Encontram-se em desenvolvimento com parceiros o longa “Tirando Férias”, com roteiro original assinado por Matheus Souza, também diretor do longa e “Freefty” – projeto vencedor do Prêmio Selo Elas Cabíria Telecine 2021 – com argumento criado por Adriana Calabró que vai escrever o roteiro junto com a Flávia Guimarães.

Em 2023 serão distribuídos quatorze lançamentos nos cinemas, com destaque para “Depois da Saideira” (comédia estrelada por Thati Lopes e produzida pela Glaz), “De Repente Miss” (co-distribuição ELO STUDIOS e Sony Pictures, com Fabiana Karla e Giulia Benite no elenco), “Madame Durocher” (com Mateus Solano, e as premiadas Marie-Josée Croze e Sandra Corveloni), e “Viva a Vida” (dirigido por Cris D’amato em Israel, e estrelado por Thati Lopes, Rodrigo Simas e com o time de S.O.S Mulheres ao Mar, que levou mais de 3 milhões de pessoas ao cinema.

“Nosso objetivo é lançar pelo menos dois grandes filmes nos cinemas por semestre, além de um line up variado de longas-metragens de diversos gêneros e sotaques. O catálogo de 2023 e 2024 já está delineado e temos certeza que levará o público ao cinema. Cada filme exige uma estratégia diferenciada, e inovação em modelos de negócio sempre foi nosso DNA!”  – diz Sabrina N Wagon, CEO da ELO STUDIOS.

A ELO STUDIOS já distribuiu mais de 500 títulos, sendo 100 no cinema,  incluindo “Medida Provisória”, longa de ficção dirigido por Lázaro Ramos – que já conta com quase 500 mil espectadores nos cinemas, sendo o filme nacional a ficar mais semanas em cartaz em 2022, e em 1º lugar no Globoplay na semana de sua estreia na plataforma. Além desses números, estratégias envolvendo o filme fizeram com que a discussão sobre seu tema fosse para além do entretenimento, impactando mais 20 mil pessoas vindas de comunidades, empresas e organizações sociais em mais de 170 sessões de impacto, patrocinadas por diversas empresas, numa estratégia inovadora de distribuição e comunicação.

“A ELO STUDIOS é um estúdio audiovisual que utiliza sua expertise de mais de 15 anos de distribuição, apoiada em análises de dados e tendências para a escolha e desenvolvimento dos projetos. Nossas produções são viabilizadas por meio dos caminhos tradicionais do mercado incluindo leis de incentivo, pré-vendas e prestação de serviço, mas também com recursos advindos de marcas/branded, associações e fundações relacionadas a causas tratadas nos nossos filmes (democracia, racismo, empoderamento feminino) e outras fontes”, diz Sabrina N Wagon.

Com passagem pela consultoria Mckinsey & Co, Sabrina Nudeliman Wagon, CEO da ELO STUDIOS, conta que estabeleceu uma cultura similar a de empresas de tecnologia para essa nova fase da empresa, com orçamento e resultados financeiros abertos ao time, metas ou KPIs mensais para todas as áreas com mais autonomia para os gestores de cada departamento; maior utilização de softwares de produtividade; apenas para citar alguns pontos. Flávia e Ruben Feffer, empreendedores de mídia e tecnologia, sócios da Ultrassom Music Ideas, contribuíram para o êxito dessa empreitada.

Com as mudanças implementadas, a ELO STUDIOS pretende inovar a cada ano, e levar diversas produções locais a um número cada vez maior de pessoas, tanto no Brasil, como no mundo.

Leia a matéria aqui

 

Comments (0)

Leave a reply

Should you ever have a question, please dont hesitate to send a message or reach out on our social media.

Deixe uma resposta

More News
  • 17 set 2020
  • 0
Filme fica disponível nas plataformas digitais NET NOW, Looke e SKY e também no site oficial do lançamento. Por meio da inovadora plataforma Eyelet, sites...
  • 22 fev 2021
  • 0
A Ponte de Bambu, do diretor Marcelo Machado, estreou nos cinemas no Brasil e agora está disponível nas plataformas digitais NOW, Vivo Play e Oi...
  • 26 nov 2021
  • 0
“Cravos”, dirigido por Marco Del Fiol, acompanha o fotógrafo brasileiro Christian Cravo em suas viagens por Uganda, Tanzânia e Namíbia. Christian tenta superar grandes traumas...
Translate »
%d blogueiros gostam disto: